quinta-feira, 26 de maio de 2016

Um esclarecimento histórico sobre o centralismo-democrático


Stálin, Lênin e Kalinin
O centralismo-democrático é uma forma organizativa que tem como principal teórico V. I. Lênin e como experiência prática o Partido Bolchevique. O centralismo-democrático teorizando por Lênin nos seus escritos, em especial o “Carta a um camarada” e “Que fazer?” é pensado como uma forma-organizativa de uma minoria consciente formada pelos melhores quadros do operariado e dos intelectuais que atua de forma disciplinada, coesa e com unidade na ação. Nos escritos de Lênin e nos documentos do Partido Bolchevique é impossível achar qualquer coisa que denote um centralismo-teórico, isto é, uma linha teórica única seguida por todos os membros com a mesma disciplina que exige a unidade na ação.


É claro que nos escritos de Lênin, assim como na prática dos bolcheviques, existia um certo nível de unidade teórica, mas era uma unidade na diversidade. No combate às tendências populistas, anarquistas, economistas e espontaneístas no movimento operário russo e na defesa do marxismo se expressava a unidade teórica, porém, com uma leitura diversa do que era “esse” marxismo, mantendo, “apenas”, concordâncias fundamentais – como a necessidade da revolução, o papel dirigente do proletariado na revolução etc. Conviviam no partido bolchevique figuras com concepções de marxismo tão diferentes entre si como Lênin, Stálin, Bukhárin, Radek, Preobrazhensky, Pachukanis, Kollontai, Raizanov etc. Desde a constituição do grupo Bolchevique, num racha com os mencheviques, até a vitória da revolução soviética e os primeiros anos no poder, não houve qualquer expulsão significativa por divergências teóricas ou leituras diferenciadas dentro do campo do marxismo revolucionário – desafio qualquer pessoa a me mostrar o contrário.


Com a consolidação do poder soviético, a morte de Lênin, as consequências da primeira guerra civil (Exército Vermelho contra Exército Branco), do cerco imperialista, do crescimento da ameaça nazifascista e as das sequenciais guerras civis (guerra contra os camponeses ricos, guerra pelo poder no seio do PCUS entre as diversas correntes políticas, conflitos contra grupos separatistas, enfrentamentos com grupos fundamentalistas das repúblicas asiáticas etc.) criou-se um novo padrão de centralismo-democrático no antigo Partido Bolchevique. Antes o centralismo-democrático significava essencialmente unidade na ação, agora passa a significar unidade na ação e na concepção teórica do marxismo, excluindo a pluralidade própria da teoria revolucionária e criando um único modelo de marxismo válido, e erigindo o PCUS como o centro irradiador da interpretação do verdadeiro marxismo-leninismo.

         
Nessa conjuntura política algo que nunca aconteceu na história do Partido Bolchevique passou a ser corriqueiro na história do PCUS: a expulsão sistemática de membros do partido acusados de revisionismo e desvios direitistas ou esquerdistas. O grande problema histórico é que algo que era resultado da conjuntura própria da União Soviética passou a ser apresentado como uma virtude organizativa e o centralismo-democrático foi paulatinamente sendo essencialmente unidade na ação e centralismo-teórico. Centralismo-teórico que não raramente acabava em um empobrecimento do marxismo.

Como sabemos a leitura de um texto nunca é apenas a apreensão do seu conteúdo. A consciência histórica do leitor joga conteúdo sobre o texto e cria interpretações que em muitos momentos podem ser até antagônicas com as intenções do autor na escrita do seu texto. Gerações de militantes por décadas leram o “Que Fazer?” de Lênin e não perceberam que não existia uma linha em defesa de um centralismo-teórico na forma adotada pelo PCUS.


Historicamente, contudo, embora centralismo-democrático tenha sido sinônimo de centralismo-teórico, em experiências muito importantes como a Revolução Chinesa, com o PCCH e a Revolução Cuba, com o PCC, tivemos partidos políticos no poder que estavam bem longe do centralismo-teórico estilo PCUS. 

O fato é que no processo de reconstrução do movimento comunista, acelerado a partir dos anos 2000, muitos PC’s pelo mundo, como o Partido Comunista da Venezuela, perceberam que o centralismo-democrático leninista significa em sua essência unidade na ação e que existe sim uma pluralidade dentro do marxismo revolucionário; ao mesmo tempo, porém, outros Partidos Comunistas, como o grego, adotam uma linha mais próxima do que era seguido pelo PCUS.

              Enfim, todo esse texto é para dizer, em resumo, que considerar que não é marxista-leninista ter num partido comunista althusserianos, lukacsianos, trotskistas, moistas, leninistas, luxemburguistas, chevarista etc. parte de uma leitura do centralismo-democrático mais inspirada na história e na produção teórica do PCUS do que na história do Partido Bolchevique e da produção teórica de Lênin.

8 comentários:

  1. Não é Trotsky nessa foto, mas Kalini.

    ResponderExcluir
  2. talvez esse seja um dos maiores desafios dos comunistas, manter a unidade de ação na diversidade de ideias. os dois são necessários.

    ResponderExcluir
  3. Se juntar esses três da mais de 100 milhões de inocentes mortos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se juntar vc e sua turma de reacionários fascistas não existem zeros suficientes para registrar o numero de mortos pelo capitalismo

      Excluir
  4. Saibam que Lenin depurou sim cerca de 25% do partido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depurou foi pouco, depurou os elementos pequeno-burgueses e oportunistas, não oponentes teóricos mas inimigos de classe.

      Excluir
  5. Dado o funcionamento do centralismo-democrático, o centralismo teórico é uma opção, mas não uma obrigação.

    Na real o lance é simples, o partido dos comunistas deve deliberar em seus fóruns se compreende como correto ou não o centralismo teórico naquele determinado momento - como toda e qualquer outra proposta. Ou seja, não é centralismo teórico que define o caráter leninista do partido, mas, tampouco é sua ausência.

    ResponderExcluir

DEIXE AQUI SUA OPINIÃO!
responderei.